31.7.06

Montagens de quem não sabe usar photoshop

Uma pesquisa da Associação Brasileira de Produtores de Disco revelou que a pirataria diminuiu no país. Fiquei curioso em saber como se mede a venda de cd´s piratas. Será que os pesquisadores vão de camelô em camelô fazendo perguntas do tipo quantos discos o senhor vendeu?, quais são os mais vendidos?, ué, o novo do Roberto Carlos? Mas ele não foi nem lançado!

27.7.06

Trash movie



Estamira. Esse filme deve ser um lixo.
Não espalhem por aí, mas de vez em quando eu ainda leio o Jornal do Brasil. Vale a pena, principalmente para saber das novidades da música, como na edição de hoje, em que a Hildegard Angel (tinha que ser...) cunhou um novo ritmo ao informar que na festa do Tim Festival rolou até mangue beach...

Chico Science deve ter dado um duplo twiste carpado no túmulo.


Não dá pra aceitar como a merda do Vasco eliminou o meu time na Copa do Barril e amarelou pela enésima vez diante dos burros-negros. Na verdade, essa final foi a síntese do que é este torneio. Dois times medíocres, que patinam no Campeonato Brasileiro, aproveitando o fato de que os melhores times estão na Libertadores.

E agora, menguinho? Rumo ao Japão! Com a jovem dupla Sávio e Ronaldo na linha de frente, certamente! Seria interessante ver num Boca x menguinho a torcida machona tomar um sacode dos barra-bravas, os hooligans argentinos, depois de experimentar mais uma vez o gosto do cassetete da PM.

26.7.06

"Você sabe muito bem que, quando está a fim de uma mulher, não a ganha coçando o saco ou escarrando. A minha maneira de não ser um sujeito escroto é cultivar um sofisticadíssimo senso de escrotidão. "

Paulo César Pereio, na Playboy

25.7.06

Fim do mistério

Uma quenga francesa disse que trepava loucamente com Ronaldinho Gaúcho na Alemanha.

Agora se sabe o que o Materazzi falou pro Zidane perder a cabeça na final da Copa:

"Sua irmã deu o cu pro Ronaldinho"

20.7.06

Suzaninha von Richthofen não poderia diminuir a pena posando nua?
A bandeirinha Ana Paula Oliveira foi a única coisa boa na decisão dos timecos ontem. Camisa azul bem justinha, pena que o short tava um pouco largo. Pena também que ela tava trabalhando no lado oposto das câmeras, ou seja, não dava para ver a sua silueta de costas. Mesmo assim, pra ela minha bandeirona levanta várias vezes. E não é pra marcar impedimento...

19.7.06

Flamengo ou Vasco?

QUE PERCAM OS DOIS!!!

14.7.06

ALÔ VOCÊ 2

Já está certo no Planalto. Se Lula se reeleger, Fernando Vanucci será o novo porta-voz da Presidência.

COPA x PCC

Tudo bem que o futebol da Copa do Mundo não foi dos melhores. Mas durante o mundial o PCC ficou quietinho. Calmaria como aquela, agora só daqui a 4 anos.

12.7.06

ALÔ VOCÊ

Pra quem achou engraçado o Fernando Vanucci apresentando programa bêbado, precisa ver o programa sensacionalista da Bélgica, em que o apresentador não consegue parar de rir da voz fina do sujeito que tem problema de hormônios. O apresentador foi despedido e hoje é radialista.

Surrupiado do Pingaiada
Capa do Grobo de hoje

- Advogada entregava clientes para facção do tráfico em SP
- Advogado plenejou seqüestro de criança
- OAB suspende registro de 55
- Um bandido solto. E sai de Mercedes-Benz (do advogado)

E tem gente que ainda tem mais medo de bandido...
Quem é mais perna-de-pau?

Zidane à la Mamonas



Materazzi: "Sua irmã é uma vaca!"
Zidane: "Ela é uma vaca eu sou um touro..."

A mamma de Zizou, também ofendida pelo beque italiano, reagiu:
"Quero que me sirvam os ovos dele em uma bandeja"

Materazzi, solícito, diz que vai oferecer o seu salsichão.

(Animação roubada do Vai trabalhar vagabundo)

6.7.06

Como a seleção canalhinha não conseguiu me iludir, resolvi adotar Portugal a partir da batalha campal contra Holanda. Pela primeira vez na Copa eu consegui torcer prum time. Se tivesse um holandês do meu lado eu certamente cairia na porrada com ele.

Na véspera do jogo contra Inglaterra procurei qualquer camisa alusiva aos lusitanos, exceto a oficial que é da Nike, pra quem eu não dou um mísero centavo. As piratas do camelódromo eram toscas demais e nas lojas já não havia camisetas. Acabei achando uma numa C&A recém-inaugurada. E foi com ela que presenciei a vitória nos pênaltis sobre o time do Capitão Gay. E foi paramentado dessa forma que assisti à derrota do time do Parreira.



Contra França, resolvi me embrenhar numa casa portuguesa. Desenterrei uma camisa pirata que meu tio comprou em Portugal, com o nome do João Pinto atrás, bem passível de ser sacaneado. A Casa da Vila da Penha, na Tijuca, é um reduto do MUV, Movimento Unido Vascaíno, grupo guerrilheiro anti-Eurico Miranda. Lá o presidente do Vasco é tão mal vindo quanto Zidane. Ou quanto um moleque rubro-negro, que sem a menor noção deu as caras por lá. Ouviu um corinho de urubu vai tomar no cu, foi ameaçado e depois sumiu.

A presença de uma equipe da Globo e de outras emissoras tornou as coisas pouco naturais. A empolgada cantoria dos tugas e a dança do vira sempre aumentavam quando as luzes e as câmeras eram ligadas. Entre os cântigos do pré-jogo não podia faltar o hino do Vasco. Fiquei na minha. Quase soltei um Quim Barreiros. Times em campo, a hora do Hino de Portugal foi de arrepiar cabelo de Kojak. O da França foi devidamente vaiado.



Bola rolando, uma coroa pudica se incomodava com meu palavriado de arquibancada. Mas a massa não queria saber e achincalhava as desmunhecadas do técnico francês. Pênalti no Henry contestado, gol lamentado. Pênalti não marcado no Cristiano Ronaldo reclamado. Juiz uruguaio xingado. E pra que o meu texto vire uma baboseira do Pedro Bial, francês (e balé) é coisa de viado.

Final de jogo, o juiz acabou sendo o culpado. Ao menos, ficou o orgulho em um time medíocre, mas que lutou até o fim, e do técnico tosco mais vitorioso da história. No portão da casa portuguesa (com certeza) seu Cardoso não disfarçava as lágrimas nos olhos. Por ironia (ou burrice mesmo) usava uma camisa bleu.



Sábado é dia de ver a decisão do 3º lugar na Cadeg.

4.7.06

Patriotada

Poxa vida, ontem os carros já não levavam mais bandeiras do Brasil. Onde será que enfiaram?

3.7.06

Clodovil é um gênio! Só ele é capaz de me fazer assistir o Faustão.
Em 90 fui no meu primeiro show dos Titãs justamente no dia que o Maradona mandou o Brasil de volta da Itália. Lembro que o Arnaldo Antunes mandou no microfone do Canecão um irônico "e o Brasil, hein?", seguido de vaia estrondosa da platéia. Hoje, passados 16 anos, torço para que o que sobrou da banda se aposente, como Cafu e Roberto Carlos. Mas fiquei sordidamente curioso para vê-los cantar Epitáfio, presságio de fiasco e agora, mais do que nunca, hino do fracasso da seleção.

No site dos velhinhos, Tony Bellotto dá a desculpa: "O Brasil perdeu da França, foda-se, jogou mal pra caramba. Sem raça, não rola. Deviam ter escutado Epitáfio com mais atenção."